Lord Byron - Sol dos Insones - Antologia poética

R$ 42,00
. Comprar  
- Pré-venda: Envios a partir de 15/10 -

Edição Bilíngue - Brochura

Organizado e traduzido por: Bruno Palavro, Leonardo Antunes e Pedro Mohallem

Prefácio: José Francisco Botelho

Sinopse: O trio de tradutores (Bruno Palavro, Leonardo Antunes e Pedro Mohallem) nos entrega um novo Byron — novo e ainda assim o mesmo. Na primeira parte desta coletânea, encontramos poemas extraídos de Hours of Idleness ­— o primeiro livro de Byron, publicado quando o autor tinha 19 anos. Em seguida, vêm trechos de Hebrew Melodies: fruto da simpatia do autor pelos povos desvalidos e dominados, a obra nos lança, em seus melhores momentos, de forma assustadoramente verossímil, no severo e desértico universo do Velho Testamento (é o caso do magnífico The Destruction of Senacherib). Na terceira parte, há poemas avulsos, incluindo uma das melhores composições curtas em língua inglesa: Darkness. A seção final desta coletânea contém fragmentos de épicos byronianos, como Childe Harold’s Pilgrimage e Don Juan. Ao verterem esses poemas, os tradutores mantiveram o esquema de rimas e o verso medido — porém, sabiamente, escolheram expandir as sílabas de cada linha em português. Assim, um pentâmetro iâmbico pode tornar-se um verso de doze sílabas, enquanto um tetrâmetro pode tornar-se um decassílabo. O ganho de espaço em cada linha permite que o vernáculo se expanda e floresça. E a leitura não apenas flui, como surpreende.

Sobre o autor: George Gordon Byron — mais conhecido como Lord Byron — foi um poeta inglês. Nasceu em Londres, 1788, e morreu em Mesolóngi, 1824, na Grécia ocidental. Amplamente reconhecido por sua lírica romântica, publicou ainda poemas narrativos com teor autobiográfico, como Childe Harold’s Pilgrimage, e satíricos, como o famoso Don Juan.

Sobre os tradutores: Pedro Mohallem (Itajubá, 1996) é poeta e tradutor, bacharel em Letras – Português e Inglês e mestrando em Estudos da Tradução pela Universidade de São Paulo. É autor de Véspera; Debris (Patuá, 2019), semifinalista do prêmio Oceanos. Sua pesquisa é voltada à seleção e tradução comentada da obra poética de Alfred Tennyson, mas também traduz esparsamente poetas de língua inglesa e francesa, bem como poetas de língua portuguesa para o inglês.
Bruno Palavro (Caxias do Sul, 1996) é mestrando em Literatura - Teoria, Crítica e Comparatismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul desde o segundo semestre de 2019. Graduou-se em Letras - Português e Grego Antigo pela mesma instituição. Desenvolve projetos voltados à tradução literária e ao estudo da métrica antiga, tendo se dedicado até então à tradução dos épicos Theogonia, Os trabalhos e os dias e O escudo de Hérakles, de Hesíodo, de poemas da Antologia grega e da obra poética de Edgar Allan Poe.
Leonardo Antunes (São Paulo, 1983) é poeta, tradutor e professor de língua e literatura grega na UFRGS. É autor de Lícidas (2019, Zouk) e de João & Maria – Dúplice coroa de sonetos fúnebres (2017, Patuá), que recebeu os prêmios: AGES (melhor livro de poesia) e Açorianos (melhor livro de poesia e livro do ano). Tradutor do Édipo Tirano de Sófocles (2018, Todavia), atualmente dedica-se a uma tradução da Ilíada de Homero em decassílabos duplos.

ISBN 978-65-5778-040-4 - 158 páginas - 14x21